Bem-vindo Bem-vindo

A Internet é o principal veículo de comunicação de que as pessoas se servem, no seu dia-a-dia, em todo o mundo, tanto na sua vida pessoal como no desempenho da atividade profissional. Todas as organizações modernas têm nos seus sites uma janela aberta ao mundo e uma plataforma de comunicação e de interação com o seu público-alvo. Estaremos sempre abertos à inovação e recetivos a sugestões que nos ajudem a continuar a construir um Concelho próspero onde todos gostem de viver e se realizem profissionalmente.

 

Facebook    Flickr    Issuu    YouTube

Outras ligações Outras ligações

              

 

acerca do portal acerca do portal

FICHA TÉCNICA

Conceção geral, design gráfico e execução técnica
Unidade de Inovação e Conhecimento, Unidade de Sistemas de Informação e Modernização Administrativa
 
Sistema de gestão de conteúdos

Liferay
 
Edição e manutenção
Serviços do Município de Vila Verde
 
Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.

Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)

PROTEÇÃO DE DADOS

Apenas deve fornecer os dados pessoais necessários para a prestação do serviço solicitado, nomeadamente para ser capaz de aceder a qualquer um dos serviços no sítio que possuam gestão de processos especificos dependentes do utilizador.
Estes dados serão incorporados nos arquivos correspondentes nO Município de Vila Verde serão tratados em conformidade com o regulamento estabelecido por lei.
Os dados recolhidos apenas serão objeto de transferência, sempre que apropriado, com o consentimento da pessoa em questão ou em conformidade com a referida lei orgânica de protecção de dados de carácter pessoal.
As pessoas cujos dados pessoais, contidos nos ficheiros dO Município de Vila Verde, podem exercer os seus direitos de acesso, rectificação, cancelamento e oposição, na forma prevista pela lei, antes do envio para o arquivo.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.

Notícias Notícias

Voltar

MARÇO, MÊS DO AMBIENTE - Alunos do concelho participam na oficina sobre os habitats aquáticos e palestra sobre as Espécies Invasoras

"Alunos tiveram a oportunidade de conhecer, tocar, ouvir e sentir diversos seres vivos"

O Município de Vila Verde, em colaboração com diversos organismos, juntas de freguesia e agrupamentos de escolas está a organizar um conjunto de iniciativas alusivas ao tema "Março, o Mês do Ambiente". São várias as atividades que estão a ser concretizadas e que têm por objetivo alertar para a importância e a necessidade de se preservar o meio ambiente, promovendo junto da população a adoção de “atitudes verdes”.

 

Oficina sobre os habitats aquáticos

Durante a manhã de ontem, 14 de março, pelas 10h30 realizou-se uma Oficina sobre os Habitats aquáticos, na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela, dirigida aos alunos do 4º ano do Centro Escolar de Prado. Nesta atividade a Engª. Sílvia Morim, técnica do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Vila do Conde, abordou os seguintes conceitos: ciclo da água, distribuição da água no Planeta, ecossistemas aquáticos, biodiversidade aquática, fontes de contaminação da água e avaliação da qualidade da água. Mais de 70% da superfície da Terra está coberta de água, mas apenas uma pequena porção está associada às áreas continentais que o homem habita. Da água existente nas áreas continentais, a maior parte encontra-se sob a forma de gelo ou é água subterrânea, difícil de utilizar. A água é um recurso natural essencial à vida que deve ser preservada.

A Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, participou na iniciativa e congratulou-se com a participação das crianças: “quero dar-vos os parabéns pelo excelente trabalho que têm vindo a desenvolver no âmbito da Escola mais Verde e apelo a que continuem a preservar o ambiente, transmitindo todos os novos conhecimentos que adquirirem aos vossos familiares e amigos, incentivando-os a reciclar para que desta forma possamos reduzir a quantidade de lixo que é encaminhada para os cursos de água e estes por sua vez para os oceanos.”

Durante a atividade os alunos tiveram a oportunidade de conhecer, tocar, ouvir e sentir diversos seres vivos que existem nos ecossistemas presentes nas zonas costeiras rochosas, isto é, os animais e as algas que surgem justo às praias rochosas de Vila do Conde, destacando-se o ouriço do mar, a estrela do mar, búzios, cracas, mexilhões, lapas, percebes, anémonas, ovos de tubarão e de raia, algas verdes, castanhas e vermelhas.

 

Palestra sobre as “Espécies Invasoras - A invasão que não vem do espaço”

Já durante a tarde desse mesmo dia, pelas 14h00 decorreu uma palestra sobre as “Espécies Invasoras - A invasão que não vem do espaço”, na qual estiveram presentes alunos do 8ºano da EB 2,3 Monsenhor Elísio Araújo. Nesta ação, a técnica do CMIA de Vila do Conde, Dr.ª Rosana Afonso, explicou o que eram as espécies exóticas invasoras: “Espécie invasora é suscetível de, por si própria, ocupar o território de uma forma excessiva, em área ou em número de indivíduos, provocando uma modificação significativa nos ecossistemas.” Decreto-lei nº 565/99, de 21 de dezembro. Além disso, apresentou algumas das espécies exóticas invasoras mais comuns em Portugal, como por exemplo a Mimosa, Chorão, Lagostim Vermelho da Louisiana, Truta Arco-Íris, Carpa, Pimpão, Gambúsia e o Jacinto-de-água, referindo a sua origem, de que modo nos afetam, quais os impactos que estas têm para os nossos ecossistemas. Por fim, deixou alguns conselhos relativamente aos métodos físicos e químicos a adotar por forma a controlar esta “praga”, salientando a necessidade de prevenir a introdução de novas espécies invasoras, ao nunca em circunstancia alguma libertar um animal de estimação na natureza, seja uma tartaruga, uma ave, um cão ou um gato.

 

GALERIA FOTOGRÁFICA

 


Destaques Destaques

                    

Publicações Publicações