Carta Educativa Carta Educativa

Carta Educativa

A Carta Educativa do Município de Vila Verde foi aprovada e homologada pela Ministra da Educação, numa cerimónia pública que decorreu em Viana do Castelo no dia 20 de Dezembro de 2006. Trata-se de...

Conselho Municipal de Educação Conselho Municipal de Educação

Eleição dos Representantes do Pessoal Docente

Na s equência da instalação dos novos órgãos Municipais, impõe-se proceder à constituição de um...

Conselho Municipal de Educação

O Decreto – Lei nº 7/2003, de 15 de janeiro, alterado pelas Leis  n.os 41/2003, de 22 de...

Notícias Notícias

Voltar

Alunos do concelho participam na oficina sobre os habitats aquáticos e palestra sobre as Espécies Invasoras

"Alunos tiveram a oportunidade de conhecer, tocar, ouvir e sentir diversos seres vivos"

O Município de Vila Verde, em colaboração com diversos organismos, juntas de freguesia e agrupamentos de escolas está a organizar um conjunto de iniciativas alusivas ao tema "Março, o Mês do Ambiente". São várias as atividades que estão a ser concretizadas e que têm por objetivo alertar para a importância e a necessidade de se preservar o meio ambiente, promovendo junto da população a adoção de “atitudes verdes”.

 

Oficina sobre os habitats aquáticos

Durante a manhã de ontem, 14 de março, pelas 10h30 realizou-se uma Oficina sobre os Habitats aquáticos, na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela, dirigida aos alunos do 4º ano do Centro Escolar de Prado. Nesta atividade a Engª. Sílvia Morim, técnica do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Vila do Conde, abordou os seguintes conceitos: ciclo da água, distribuição da água no Planeta, ecossistemas aquáticos, biodiversidade aquática, fontes de contaminação da água e avaliação da qualidade da água. Mais de 70% da superfície da Terra está coberta de água, mas apenas uma pequena porção está associada às áreas continentais que o homem habita. Da água existente nas áreas continentais, a maior parte encontra-se sob a forma de gelo ou é água subterrânea, difícil de utilizar. A água é um recurso natural essencial à vida que deve ser preservada.

A Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, participou na iniciativa e congratulou-se com a participação das crianças: “quero dar-vos os parabéns pelo excelente trabalho que têm vindo a desenvolver no âmbito da Escola mais Verde e apelo a que continuem a preservar o ambiente, transmitindo todos os novos conhecimentos que adquirirem aos vossos familiares e amigos, incentivando-os a reciclar para que desta forma possamos reduzir a quantidade de lixo que é encaminhada para os cursos de água e estes por sua vez para os oceanos.”

Durante a atividade os alunos tiveram a oportunidade de conhecer, tocar, ouvir e sentir diversos seres vivos que existem nos ecossistemas presentes nas zonas costeiras rochosas, isto é, os animais e as algas que surgem justo às praias rochosas de Vila do Conde, destacando-se o ouriço do mar, a estrela do mar, búzios, cracas, mexilhões, lapas, percebes, anémonas, ovos de tubarão e de raia, algas verdes, castanhas e vermelhas.

 

Palestra sobre as “Espécies Invasoras - A invasão que não vem do espaço”

Já durante a tarde desse mesmo dia, pelas 14h00 decorreu uma palestra sobre as “Espécies Invasoras - A invasão que não vem do espaço”, na qual estiveram presentes alunos do 8ºano da EB 2,3 Monsenhor Elísio Araújo. Nesta ação, a técnica do CMIA de Vila do Conde, Dr.ª Rosana Afonso, explicou o que eram as espécies exóticas invasoras: “Espécie invasora é suscetível de, por si própria, ocupar o território de uma forma excessiva, em área ou em número de indivíduos, provocando uma modificação significativa nos ecossistemas.” Decreto-lei nº 565/99, de 21 de dezembro. Além disso, apresentou algumas das espécies exóticas invasoras mais comuns em Portugal, como por exemplo a Mimosa, Chorão, Lagostim Vermelho da Louisiana, Truta Arco-Íris, Carpa, Pimpão, Gambúsia e o Jacinto-de-água, referindo a sua origem, de que modo nos afetam, quais os impactos que estas têm para os nossos ecossistemas. Por fim, deixou alguns conselhos relativamente aos métodos físicos e químicos a adotar por forma a controlar esta “praga”, salientando a necessidade de prevenir a introdução de novas espécies invasoras, ao nunca em circunstancia alguma libertar um animal de estimação na natureza, seja uma tartaruga, uma ave, um cão ou um gato.

GALERIA FOTOGRÁFICA


Projectos e atividades Projectos e atividades

Refeições Escolares

O fornecimento das refeições escolares é da competência dos municípios no que respeita à educação pré-escolar e ao 1.º ciclo do ensino básico da rede pública. No âmbito do “ Programa de Expansão e Desenvolvimento da Educação Pré-escolar ” e do “ Programa de Generalização de Refeições...

Regime da Fruta Escolar

O Regime de Fruta Escolar (RFE) resulta de uma iniciativa da União Europeia (UE) para promover hábitos saudáveis e uma dieta equilibrada entre as crianças, tendo em mente um grande objetivo – mudar os seus hábitos alimentares, para reduzir a obesidade infantil na Europa (cerca de 22 milhões...

Escola + Verde

PROJETO ESCOLA + VERDE O Município decidiu dar continuidade ao Projeto Escola+Verde, pois considera importante que se continue a trabalhar as temáticas ambientais com vista a atenuar algumas falhas que possam existir. As atividades  ter ão início no primeiro período e decorrerão...

PEA Plataforma de Ensino Assistido

A plataforma de ensino assistido utilizada ao longo dos últimos anos, teve na sua génese a necessidade de implementar uma gestão mais eficiente dos processos ligados ao setor da educação, bem como, disponibilizar conteúdos programáticos à comunidade escolar do 1º ciclo do ensino...

Ações de Formação - Documentação

Atendendo à função cada vez mais interventiva dos Municípios no processo educativo das suas comunidades, o Serviço de Educação tem promovido ações de formação, em parceria com várias entidades, em áreas fundamentais para o desenvolvimento de atividades de qualidade, ajustadas às necessidades das...