Carta Educativa Carta Educativa

Carta Educativa

A Carta Educativa do Município de Vila Verde foi aprovada e homologada pela Ministra da Educação, numa cerimónia pública que decorreu em Viana do Castelo no dia 20 de Dezembro de 2006. Trata-se de...

Conselho Municipal de Educação Conselho Municipal de Educação

Conselho Municipal de Educação

O Decreto – Lei nº 7/2003, de 15 de janeiro, alterado pelas Leis  n.os 41/2003, de 22 de...

Projectos e atividades Projectos e atividades

Voltar

Escola + Verde

PROJETO ESCOLA + VERDE

O Município decidiu, pelo 7º ano consecutivo, dar continuidade a este projeto no ano letivo 2016/17, pois considera importante que se continue a trabalhar as temáticas ambientais com vista  a atenuar algumas falhas que possam existir. As atividades terão início no primeiro período e decorrerão até ao final do mês de abril. No terceiro período decorrerá a avaliação e a entrega do galardão "Escola + Verde" às escolas que atingirem resultados positivos.

O projeto “Escola+Verde” abrange todos os estabelecimentos do Ensino Básico e Jardins de Infância deste Concelho, constituindo um valioso contributo para a melhoria da gestão ambiental dentro do espaço escolar, bem como para a mudança de atitudes relativamente ao ambiente familiar e restante comunidade, na busca de soluções mais sustentáveis.

Cada escola/docente tem total liberdade na planificação e realização das atividades que considerar importantes, tendo em conta os temas base: resíduos, água, energia, transportes, ruído, espaços exteriores e biodiversidade, com vista a promover a sensibilização da comunidade escolar e a melhoria da qualidade ambiental dos espaços onde está inserida. A diversidade e originalidade das atividades, que têm sido desenvolvidas no âmbito do projeto ao longo dos últimos anos, constituem o sucesso do projeto “Escola + Verde”. Como tal, é fundamental que os professores responsáveis tirem algumas fotografias dos trabalhos/atividades desenvolvidas, no sentido de fazer prova da sua concretização e de enriquecer a candidatura da Escola ao galardão “Escola+Verde”. 

Cabe aos técnicos do município coordenadores do projeto e ao representante de cada agrupamento, confirmar e avaliar todo o trabalho desenvolvido, ao longo de cada ano letivo, que vise a proteção do meio ambiente e a redução de custos associados à laboração escolar. Os critérios de avaliação, definidos no regulamento do projeto têm, ao longo dos anos, sido adaptados e modificados tendo em conta a evolução natural do projeto e as condições de implementação.

OBJETIVOS 

  • Desenvolver atitudes diárias de respeito pelo ambiente e sustentabilidade, apoiadas nos conteúdos trabalhados em sala de aula; 
  • Implementar práticas mais sustentáveis nas escolas;

  • Fomentar ações que contemplem a preocupação ambiental no âmbito da energia, água, resíduos e biodiversidade;

  • Despertar a consciência crítica sobre as graves questões ambientais que envolvem o lixo produzido na escola e na comunidade;

  • Sensibilizar e consciencializar os alunos quanto à importância da implantação dos 4R para a conservação e preservação do meio ambiente;

  • Incentivar e promover o trabalho coletivo e a cooperação entre os alunos e os professores, entre a escola e a comunidade, para transformação, preservação e recuperação do ecossistema;

  • Produzir produtos hortícolas através da criação de hortas biológicas;

  • Encorajar ações, reconhecer e premiar o trabalho desenvolvido pela escola na melhoria do seu desempenho ambiental, gestão do espaço escolar e sensibilização da comunidade.

O  , criado com o objetivo de divulgar as boas práticas realizadas no âmbito do projeto, irá manter-se durante este ano letivo, como forma de estimular a partilha de ideias, sugestões e projetos, tendo também sido criada uma página de associada à página do Município.

Relatório de Avaliação Final - Ano letivo 2015/2016

 

SEMANA DA FLORESTA AUTÓCTONE

O Município de Vila Verde promove, de 23 a 30 de novembro, a Semana da Floresta Autóctone, desenvolvendo atividades diversificadas com o objetivo de dinamizar e dar continuidade à sensibilização e educação ambiental dos seus munícipes, em especial à população escolar, no sentido de proteger as espécies autóctones da região.