História História

Nos anos 80 do séc. XX, o Município de Vila Verde aprova  um plano de ação cultural no qual continha as principais linhas orientadoras de intervenção cultural a médio e a longo prazo.

Em 1985 os Paços do Concelho passam a exercer os seus serviços no novo e atual edifício, deixando as antigas instalações livres. Nessa época surge a ideia de criar uma Biblioteca Municipal no sentido de auxiliar a população do Concelho em matéria de leitura, constituindo, também, uma alternativa eficaz ao serviço de leitura itinerante da Fundação Calouste Gulbenkian que visitava o Concelho uma vez por mês.

Em Abril de 1986, foi inaugurada a Biblioteca Municipal de Vila Verde, localizada no antigo edifício dos Paços do Concelho, abrindo os seus serviços a todos os leitores e potenciais leitores, desempenhando o importante desígnio da Leitura Publica junto da população do Concelho.

Em 1987 a Câmara Municipal de Vila Verde viu aprovada a sua proposta de adesão à Rede Nacional de Leitura Pública, o que lhe vai permitir recuperar e adaptar o edifício dos antigos Paços do Concelho para Biblioteca, sendo assinado o contrato-programa entre o Município de Vila Verde e o IPLL – Instituto Português do Livro e da Leitura em Dezembro desse ano.

Nesse mesmo ano de 1987, a Biblioteca Municipal de Vila Verde recebeu, por doação, uma Biblioteca Particular especifica em Direito, do notável Prof. Doutor Álvaro da Costa Machado Vilela, natural do Concelho, ilustre Professor da Universidade de Coimbra especialista em Direito Internacional e insigne Juiz, facto que veio valorizar de forma incontestável o património bibliográfico da Biblioteca Municipal de Vila Verde.

Em 1991, em virtude da intervenção de remodelação e adaptação do edifício dos antigos Paços do Concelho, os serviços da Biblioteca Municipal foram transferidos provisoriamente para o rés-do-chão do atual edifício dos Paços do Concelho.

Em 4 de Dezembro de 1995, foi deliberado por unanimidade em reunião ordinária da Câmara Municipal, atribuir o nome de Biblioteca Municipal Prof. Machado Vilela à Biblioteca Municipal de Vila Verde.

Em 16 de Dezembro de 1995 foi inaugurada no atual espaço a Biblioteca Municipal Prof. Machado Vilela, preparada para o propósito de cumprir os princípios expressos no Manifesto da UNESCO sobre Bibliotecas Públicas.

É importante salientar que a Biblioteca Professor Machado Vilela foi a primeira biblioteca portuguesa a integrar a rede de bibliotecas modelo da UNESCO. O objetivo desta rede é encorajar as bibliotecas, que estão abertas ao público para a realização de actividades em domínios da UNESCO, como a promoção dos direitos humanos e da paz, do diálogo cultural, a proteção do ambiente e a luta contra o analfabetismo.