Pular para o conteúdo
 Facebook  Flickr  Issuu  YouTube  Instagram  Newsletter - Juntos Fazemos Vila Verde

               

 

 

 

Notícias Notícias

Voltar

Rota das Colheitas: Recriação da malhada tradicional. Aboim da Nóbrega e Gondomar ‘atiram-se’ ao centeio em ambiente de festa

Os trajes tradicionais da região, as alfaias agrícolas de outrora, a animação da música popular que põe toda a gente a cantar e a dançar… O ambiente não engana ninguém, é uma típica festa minhota. Após o trabalho árduo, chega a merecida recompensa, uma farta merenda que é partilhada com todos os presentes. Sábado, 10 de agosto, Aboim da Nóbrega recebeu uma das mais emblemáticas iniciativas da Rota das Colheitas, a recriação da tradicional Malhada do Centeio.

O povo da União de Freguesias de Aboim da Nóbrega e Gondomar uniu-se no Lugar do Souto para mostrar que a chama da tradição continua viva. No topo da serra, a paisagem envolvente recorda-nos a cada vislumbre que estamos em pleno coração do Minho verdejante. O centeio está espalhado pela eira. Num ritmo acelerado e cheio de vigor, as estrondosas estocadas dos malhos de madeira quebram o cereal dourado pelo sol. As emoções sobem à flor da pele e gera-se uma competição amigável entre as duas equipas de seis elementos.

Entre as malhadas, os homens procuram repousar o corpo e recuperar forças com um bom vinho verde da região. É nesta altura que as mulheres assumem a dianteira para reorganizar o centeio e recolher as sementes que se soltam. Entram em ação as tradicionais vassouras de giesta. Em simultâneo, as cantigas populares começam a ecoar pela serra. As danças e os cantares do Rancho Folclórico Típico das Lavradeiras de Aboim da Nóbrega trouxeram ainda mais animação ao recinto e simbolismo à ocasião.

De Aboim da Nóbrega para o Canadá

De repente, a atenção de muitos dos presentes é captada por um habitante local que, em chamada de vídeo, mostra ao filho emigrado no Canadá o ambiente de festa que se vive na terra natal. O clima de diversão está instalado, repetem-se engraçados mergulhos para o centeio por parte de vários participantes animados e alegres, numa tentativa de espalhar umas risadas e uns sorrisos pela plateia.

Na Rota das Colheitas o público não precisa de ficar só a ver, também pode participar nas iniciativas. E assim foi. Várias pessoas experimentaram na primeira pessoa as tradições locais. Brandiram os malhos, deram uso às vassouras de giesta e saborearam um tradicional merendeiro minhoto. Alguns chegaram de perto, outros nem por isso. Pedro Ribeiro veio de Vila Real até Aboim e deu por bem empregue a viagem. “É a primeira vez que venho cá e estou a gostar muito. Ainda não participei, mas também vou participar. Acho que é uma boa iniciativa e ajuda a manter vivas as tradições da região”, afirmou. Por sua vez, Lina Fernandes chegou de perto para uma atividade que aprecia bastante. “No ano passado, a malhada foi muito boa e deu para toda a gente se divertir muito. É bom que se mantenha esta tradição”, frisou.

O presidente da Junta da União de Freguesias de Aboim de Nóbrega e Gondomar considera que “é importante manter estas tradições ancestrais e mostrar aos mais novos como as coisas eram antigamente”. Para João Rodrigues Fernandes, estas atividades mostram que Aboim de Nóbrega e Gondomar são “terras de portas abertas a quem nos quiser visitar e conhecer os nossos costumes e tradições”.

A tradição continua viva

Presente no local, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, sublinha a importância de “manter estas tradições da Rota das Colheitas, como as malhadas, as desfolhadas… porque tudo isso faz parte do nosso passado, da nossa história e da nossa cultura”. O presidente do Município continua afirmando que “a Rota das Colheitas surgiu para ser uma exaltação da cultura vilaverdense e algo para as pessoas do concelho se poderem orgulhar”.

António Vilela termina referindo a importância da Rota para o turismo local. “O cartaz da Rota das Colheitas permite-nos mostrar que somos uma terra que gosta de conservar as tradições e o património. As pessoas gostam de ter acesso a iniciativas diferentes, que não encontram no dia a dia. Há muito público que aprecia estas recriações, estas demonstrações de outros tempos, e estas iniciativas são oportunidades únicas para quem quiser vivenciar tempos antigos”, concluiu.

A Malhada do Centeio foi organizada pela Junta da União de Freguesias de Aboim da Nóbrega e Gondomar e integrou a programação Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde.

Município de Vila Verde, 12.08.2019

GALERIA FOTOGRÁFICA


Bem-vindo Bem-vindo

A Internet é o principal veículo de comunicação de que as pessoas se servem, no seu dia-a-dia, em todo o mundo, tanto na sua vida pessoal como no desempenho da atividade profissional. Todas as organizações modernas têm nos seus sites uma janela aberta ao mundo e uma plataforma de comunicação e de interação com o seu público-alvo. Estaremos sempre abertos à inovação e recetivos a sugestões que nos ajudem a continuar a construir um Concelho próspero onde todos gostem de viver e se realizem profissionalmente.            

 

                     Vila Verde Incentiva +

Documentos recentes Documentos recentes

FICHA TÉCNICA

Conceção geral, design gráfico e execução técnica
Unidade de Inovação e Conhecimento, Unidade de Sistemas de Informação

Edição e manutenção
Serviços do Município de Vila Verde

 Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.
Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)

PROTEÇÃO DE DADOS

Apenas deve fornecer os dados pessoais necessários para a prestação do serviço solicitado, nomeadamente para ser capaz de aceder a qualquer um dos serviços no sítio que possuam gestão de processos especificos dependentes do utilizador.
Estes dados serão incorporados nos arquivos correspondentes no Município de Vila Verde e serão tratados em conformidade com o regulamento estabelecido por lei.
Os dados recolhidos apenas serão objeto de transferência, sempre que apropriado, com o consentimento da pessoa em questão ou em conformidade com a referida legislação de protecção de dados.
As pessoas cujos dados pessoais, contidos nos ficheiros do Município de Vila Verde, podem exercer os seus direitos de acesso, rectificação, cancelamento e oposição, na forma prevista pela lei, antes do envio para o arquivo .
Consulte Política de Privacidade do Município.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.